A importância de brincar com os bebês - Clínica Mon Petit
pediatria, bebês, clínica pediátrica porto alegre, pediatria, neonatal, parto, acompanhamento de parto
16472
post-template-default,single,single-post,postid-16472,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-14.1,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive

A importância de brincar com os bebês

A ciência já comprovou que os primeiros 1000 dias de uma criança – desde formação no útero materno até seus 2 anos de idade – são os mais importantes para o desenvolvimento saudável e formação das conexões cerebrais.

Pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas – UFPEL constataram recentemente, através de um estudo com 3.869 crianças, que o simples fato de brincar com elas em uma pracinha – quando feito até os 2 anos – faz diferença na aquisição de habilidades motoras e cognitivas, com efeito a longo prazo. A relação que fazemos aqui é sobre a atenção oferecida por parte dos pais, pois sentar no chão e brincar com o seu bebê é mais importante do que se imagina. Por isso incentivamos tanto brinquedos e atividades simples junto da família ao invés da TV.

Iniciemos então em casa oferecendo um ambiente propício para as atividades de nossos bebês, para que explorem e reconheçam os perigos e onde possam brincar muito. Também converse com eles, leia, cante, adicione gestos e expressões faciais mais fortes a tudo isso para assim estimular os 5 sentidos, pois é através deles que o bebê compreende o que está à sua volta (sons, aromas, toque, olhar aguçado, paladar). Isso estreita o laço afetivo entre o bebê e quem o cuida, e favorece o desenvolvimento de sua percepção corporal e linguagem.

Por fim, segurar objetos é um dos marcos de desenvolvimento do primeiro ano de vida e começa a ser treinado por volta dos 3 meses. Deve-se oferecer estímulos adequados a cada faixa etária para auxiliar o bebê a desenvolver essa habilidade, mês a mês. Converse com seu pediatra a respeito, pois ele é a pessoa ideal para orientá-lo sempre. Esta etapa será essencial para que o bebê comece a realizar uma série de outras atividades, como levar algo à boca, brincar, aprender a comer e, mais para frente, escrever, escovar os dentes, vestir-se etc.