Meu filho será alto? - Clínica Mon Petit
pediatria, bebês, clínica pediátrica porto alegre, pediatria, neonatal, parto, acompanhamento de parto
16416
post-template-default,single,single-post,postid-16416,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-14.1,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive

Meu filho será alto?

Uma das curiosidades dos pais em relação a seus filhos pequenos é o quanto irão crescer, quase sempre na expectativa de que sejam o mais alto possível.

A estatura é determinada pela genética e não significa que quanto mais alta a criança for, melhor, pois o que realmente importa é que ela esteja saudável. Mesmo assim, vale explicar que além da genética, outros fatores darão um empurrãozinho para definir a altura dos filhos, como a prática de exercícios físicos, a alimentação, início da puberdade tardia e saúde sempre em dia.

E, em qualquer caso, é imprescindível estar em dia com as visitas ao pediatra para acompanhar de perto se a evolução vem ocorrendo normalmente de acordo com peso, altura e maturação sexual.

Se você não resistir e quiser mesmo ter uma ideia de quão alto seu filho ou filha será, vamos lá a fórmula usada já há muitos anos, chamada de Tanner, que dá uma ideia da estatura que a criança pode alcançar, com uma margem de erro de aproximadamente 8 centímetros para mais ou para menos.

Some a altura do pai e da mãe. Adicione 13 no caso de menino e subtraia 13 no caso de menina. Depois, divida o resultado por 2. Veja o exemplo:

160 (altura da mãe) + 180 (altura do pai) +13 = 176,5 – 1,76 altura menino

2

 

160 (altura da mãe) + 180 (altura do pai) – 13 = 163,5 – 1,62 altura menina

2